Nas descrição das estratégias o Mobile Marketing é toda ação de marketing que envolve os dispositivos móveis. Para entender o contexto do Mobile Marketing elaborei essa análise com alguns conceitos de autores importantes do marketing digital. O Marketing para mobile tem por principal fonte de gatilho o cenário atual da proliferação de tecnologias e plataformas digitais, que segundo (Gabriel, 2012, p39), “quando somadas as plataformas e tecnologias tradicionais, oferecem um cenário fértil para as mais diversificadas ações em virtualmente qualquer área do conhecimento”. Esse ambiente de interação entre o tradicional e o digital, possibilitou muito mais que um canal de comunicação, ofereceu algumas vantagens como: mensuração de dados, capacidade de trabalhar as relações nos ambientes materiais, sociais e/ou tangíveis, e uma melhor análise comportamental do público. A propagação de informação através de tecnologias móveis, transformou o tempo presente em uma esfera universal de conteúdos e notícias, pois o acesso livre e disponível na palma da mão é capaz de criar e co-criar, diferentes ações e conteúdo em tempo real, como afirma (Gabriel, 2012, p.48):

“(…) o aumento da densidade de informação no tempo presente. Enquanto no passado as possibilidades de obter informação estavam limitadas a um número determinado de fontes e origens, hoje, em cada dado instante, o volume de informações geradas em tempo real por um número incontável de fontes e origens inunda o presente.

Os dispositivos móveis facilitam a proximidade, alicerçado com a capacidade de acesso e interação, a qualquer momento e em qualquer lugar. Este estudo refere-se ao nível de mudança e relevância no comportamento do consumidor em função de aparelhos móveis disponíveis e a concretização de atividades de marketing possíveis através do dispositivos mobile, logo, o comportamento do consumidor diante da utilização móvel. Uma das afirmações mais importantes dentro dessa análise, foi abordada por Gabriel (2012, p. 83) quando ela diz que “O futuro é mobile porque a natureza humana é mobile, e as tecnologias digitais não apenas estão eliminando todas as restrições que nos impedem de exercitar nossa mobilidade instintiva, como também as estão alavancando”. Todas as muitas técnicas e tecnologias desenvolvidas ao longo da evolução humana tiveram como objetivo ampliar e facilitar nossa mobilidade de comunicação e interação. A disseminação tecnológica nas últimas décadas proporcionaram a proliferação e diversidade de mídias, tornando o ambiente fértil para desenvolvimento de processos transmidiáticos. A atuação favorecida pela tecnologia, também trouxe novas ferramentas e mais atividades interativas em plataformas online, ampliando a conexão com consumidores.

“O futuro é mobile porque a natureza humana é mobile, e as tecnologias digitais não apenas estão eliminando todas as restrições que nos impedem de exercitar nossa mobilidade instintiva, como também as estão alavancando”

Uma das recentes comprovações do crescimento do marketing mobile, foi noticiada no website Marketeer, um portal de notícias e conteúdos da área de marketing e afins, em uma postagem em outubro de 2018, que dizia que “Na Europa, 44% das transacções já acontecem via mobile”, e outra, não muito distante em julho de 2017, a matéria dizia que “O mercado publicitário referente a dispositivos móveis cresceu 60,5% na Europa, no ano passado, atingindo os 63 mil milhões de euros, a nível mundial — segundo os dados divulgados pela IAB Europe, IAB e IHS Markit 2017.”

A propagação e o aumento nos investimentos em Mobile Marketing, tem uma relação direta com hábitos do consumidor, com a evolução no ambiente de maior interação do usuário com a comunicação, permeando os universos desde os primeiros meios de comunicação e marketing até as evoluções conhecidas hoje via mobile, como exemplificado com esse vídeo acima da Nokia em 2007.

 


Fonte: Gabriel, M. C. C. (2012). Arte transmídia na era digital (Doctoral dissertation, Universidade de São Paulo).

Todas as imagens são de reprodução/divulgação online — a imagem principal é do Digital Marketing Institute

No próximo post falaremos das aplicabilidades do Mobile Marketing.

Até breve.