Cresce a publicidade no setor da Saúde​

A publicidade na área da saúde cresce a um ritmo mais lento do que a publicidade de outras áreas. Mas deverá crescer 4,8% em 2019 e 4,3% em 2020. Dados do estudo realizado pela Zenith “Healthcare Advertising Expenditure Forecast”. Segundo a fonte, trata-se de um abrandamento em relação à evolução geral do investimento em publicidade. Importante ressaltar que o mercado de saúde é altamente regulamentado, o que restringe determinadas práticas e investimentos em publicidade de produtos e serviços de saúde, limitando o que pode, deve ou não ser anunciado. Essa pesquisa foi exclusiva sobre publicidade em saúde em 13 mercados-chave em todo o mundo*, representados por Austrália, Brasil, Canadá, China, França, Alemanha, Índia, Itália, Rússia, Coréia do Sul, Espanha, Reino Unido e EUA. Esses mercados respondem por 78% da publicidade global em todas as categorias e são representativos nas tendências em todo o mundo.

Os dados desse estudo são muito importantes para o setor, por isso, separei alguns relatos da pesquisa que considerei mais relevantes:

 

Principais mercados em crescimento:

Sobre os principais mercados em crescimento, na liderança estão os EUA e a China, que dominam os gastos com saúde, juntos representaram 86% dos gastos em 2018, com cerca de 15,9 bilhões US$ e US$ 14,4 bilhões, respectivamente. Todos os outros 11 mercados representaram menos de US$ 1 bilhão. Há um destaque e atenção a Índia, que é um dos países que mais cresce, a uma média de 26% ao ano entre 2018 e 2021. Esse crescimento na Índia pode justificar-se pelo aumento da renda e o aumento no acesso ao seguro de saúde, que tornam os cuidados de saúde mais acessíveis e incentivam uma comercialização mais direta dos produtos e serviços de saúde. O próximo mercado com crescimento é o Brasil, com 9% ao ano.

Principais meios da comunicação relatados no estudo:

A televisão ainda é o meio mais importante para a publicidade na área de saúde, representado por 54,7% dos gastos em 2018, muito superior à participação de 30,8% da televisão no mercado publicitário como um todo. Mas não será por muito tempo, é um canal que está a cair – caiu 3,1% em 2018, deve cair 4,6% em 2019 e 5,2% tanto em 2020 quanto em 2021.

Enquanto a publicidade online, respondeu por 34% do gasto com publicidade na saúde em 2018. A publicidade Digital permite que as marcas de produtos e serviços de saúde alcancem os clientes em potencial de forma mais segmentada, e criem caminhos mais personalizados e orientados por interesse. Ainda há um caminho a percorrer com o digital na saúde, mas já existe um grande espaço e oportunidades para futuros investimentos. O canal online cresceu 16% em 2018, com previsão de crescimento de 16% em 2019. Em 2021, a Internet ultrapassará a televisão e se tornará o maior meio de publicidade na área da saúde, atraindo 46% de todos os gastos com publicidade.

Com a disseminação dos canais digitais, o out-of-home está tornando-se um substituto mais eficaz à televisão em campanhas de conscientização. Há uma grande oportunidade para esse canal. Além das pessoas passarem mais tempo no digital, elas também passam parte do seu dia fora de casa e isso contribui para esse crescimento e muitas vezes para integração desses canais. O out-of-home ainda é uma mídia subutilizada pelos anunciantes de saúde, mas será uma forte aposta para anúncios em todos os mercados, com a previsão de crescimento de 15% em 2019.

Ainda há um longo caminho na publicidade e comunicação da Saúde, nas diferentes estratégias de Marketing. O grande ganho com esse estudo está no olhar à transição digital e a utilização de diferentes recursos para chegar às pessoas, seja para criar notoriedade de marcas, consciência sobre saúde e qualidade de vida, ou até para gerar reputação de serviços de saúde. O mais importante é saber onde se deseja chegar e criar caminhos para alcançar esses objetivos.

 

Trabalha com o mercado da saúde? Sente alguma ou algumas dificuldades nessa jornada da transição digital? Partilha suas ideias e também insights a partir desses dados.

Fonte: Zenith, baseada nas Previsões de despesas com Publicidade na saúde, e é publicada em colaboração com a agência parceira, a Publicis Health Media.